Welcome!!! For people with non-English speaking, please click on a flag below.

Rubem Gibb (singles playlist)


MusicPlaylistRingtones
Create a playlist at MixPod.com




Minhas Interpretações: ( My interpretations)

  1. Night Fever (Bee Gees tribute cover 2009)
  2. The bluest eyes in Texas
  3. Our love (don't throw it all away
  4. How can you mend a broken heart
  5. This masquerade
  6. Our love (don't throw it all away) Dj. TONY Duet Mix com Norton Mello


** Mais canções serão postadas breve nesta sessão
(More songs will be posted soon on this section)

** Ouça o intérprete também pelo My Space.
(You can also listen the performer on My Space . )
www.myspace.com/rubemgibb

**BREVE: Rubem Gibb em um show eletroacústico. Aguarde mais informações neste blog!!

(SOON : Rubem Gibb in a electro acoustic performance. More informations will be posted on this blog.)


**Deixe seus comentários e sugestões, pois eles serão bem vindos e respondidos.
( Leave your comments and suggestions. They'll be welcome and replied. )

Um breve histórico



Natural de Salvador, Bahia, ele começou desde cedo a mostrar suas habilidades nas artes plásticas e na música e ainda criança ele já tinha como inspiração a cantora inglesa Tina Charles, influenciado pelas canções "I love to love" e "Dance little lady" (ambas dos anos 70). Logo após, ele começou a escutar Barry Gibb e os gêmeos Maurice e Robin Gibb, irmãos e integrantes do grupo inglês Bee Gees, cantarem com vozes harmoniosas canções dançantes como "Stayin' Alive", "Night Fever", "More Than a Woman" e "How Deep Is Your Love", oriundas da trilha original do filme "Saturday Night Fever". Com o passar de alguns anos, ele desenvolveu um perfil vocal semelhante ao dos Bee Gees, os quais lhe servem de modelo de inspiração até hoje na arte do canto.Entre 2000 e 2001, após ser "roadie" de uma banda de rock pesado conhecida como PROFECIA, teve sua chance entrando na banda "Stargate" atuando como cantor- coadjuvante cantando canções da era DISCO e também fazendo performances vocais do vocalista dos Bee Gees, Barry Gibb, que é seu principal ídolo. Em 2002, ele começa a atuar em corais e oficinas de canto no CEFET-BA participando do projeto "Vivendo Cultura" no "Coral Sinfonia". E logo depois, ele ingressa no "Coral do Santíssimo Sacramento" na Igreja da Nossa.Senhora da Conceição da Praia, sob a regência do Prof. David Tourinho. Em 2003, a convite do renomado maestro, arranjador e compositor Helder R. Leite, ele começa a participar dos corais:

- Boca do Porto (CODEBA)
- Coral Politeno (Pólo Petroquímico)
- Coral Poliencantos (BRASKEM)
- Coral do Hospital Sta. Izabel (Santa Casa de Misericórdia)
- Também com participação nos encontros de corais em Sergipe e de Ilhéus

Em 2006, ele rompe com sua antiga banda e passa a tentar trilhar carreira solo e atualmente atua em corais (também como solista), além de participar de eventos não-oficiais a convite de pessoas que atuam na área musical.

Contatos para shows:
(71) 8818-9042
(71) 99412256

Rubem%20Gibb%20%28singer%20performer%20%26%20cover%29
Quantcast

About me

Born in Salvador Bahia, he started to show his skills on plastic arts and music still in his younger days. He’s always gotten his inspiration from the British singer Tina Charles since he was a child, being fully influenced by songs like I LOVE TO LOVE and DANCE LITTLE LADY (both from the 70´s ). After that, he grew up listening to Barry Gibb and his twin brothers Maurice and Robin Gibb to sing in perfect harmony dancing songs like STAYIN' A LIVE, NIGHT FEVER, MORE THAN A WOMAN and HOW DEEP IS YOUR LOVE from the original soundtrack of the movie SATURDAY NIGHT FEVER. Some years later, he developed a vocal profile similar to the English group The Bee Gees that nowdays they are a model of inspiration to him. Between 2000 and 2001, after being a roadie in a hard rock band called "Profecia", the shy lad joined the "Stargate Band" and started to sing as a co-star singer performing songs from the 70's and 80's and also doing a great vocal performances by interpreting his idol and The Bee Gees' leader vocalist Barry Gibb. In 2002, Rubem starts to sing in choirs and vocal techniques workshops at Centro Federal de Educação Tecnológica - Bahia (CEFET-BA) on "Vivendo Cultura" project in the "Sinfonia Choir" and after that he joins the "Santíssimo Sacramento Choir" of Nossa Senhora da Conceição da Praia´s church under the conduction of teacher David Tourinho. In 2003, being invited by the great conductor, musical arranger and also composer Helder R. Leite, he starts to participate in musical workshops and sings in vocal groups such as:

- Boca do Porto Choir (CODEBA)
- Politeno Choir (Petrochemical Pool of Camaçari)
- Poliencantos Choir ( in the same place as above)
- Santa Casa de Misericórdia (Santa. Isabel Hospital)
- He also participated in the choir meeting in Sergipe (ENACOSE) and Ilhéus (to the south of State).

In 2006 he leaves the "Stargate Band" to pursue a solo career and nowadays he continues singing in choirs like a solo performer, as well as he participates in non-official events as a guest of people that work in the musical world.

contacts to shows:
(71) 8818-9042
(71) 99412256
Rubem%20Gibb%20%28singer%20performer%20%26%20cover%29Quantcast

Unidos por uma canção
(The bluest eyes in Texas)








O que acontece quando um cantor brasileiro anônimo e um servidor público americano firmam uma grande amizade? Até que ponto uma grande canção interpretada por alguém é capaz de dar um significado a uma grande amizade, mesmo sendo tão distante?
Foi o que aconteceu quando Rubem Gibb e o servidor público americano e também cantor solista Jarrad Williams (foto) se conheceram pela Internet. Resultou numa amizade que ficou marcada pelo grande sucesso "The Bluest Eyes in Texas" do grupo country americano Restless Heart, gravado há exatos 20 anos atrás e agora com uma nova roupagem através da performance do intérprete brasileiro nascido no Estado da Bahia."A princípio não estava nos meus planos regravar a canção, mas por uma grande amizade que eu tenho com Jarrad, eu resolvi fazer isso por ele, que é uma pessoa realmente especial e em nome dessa amizade". Diz Rubem, e acrescenta... "Ele me disse uma vez que era uma das canções favoritas dele".

"The Bluest Eyes In Texas" foi originalmente gravada pela banda country americana Restless Heart em 1988, um grande sucesso do seu album "Big Dreams in a Small Town" e alcançou os primeiros lugares no hit parade nos EUA. Graças ao contato e a amizade firmadas entre Rubem Gibb e Jarrad Williams, um cantor americano, a idéia e inspiração para o cantor brasileiro vieram de forma fantástica. O resultado pode ser conferido através da interpretação maravilhosa de Rubem, que dedicou a canção ao seu amigo americano, inclusive, ela é uma de suas favoritas e foi ele quem enviou a canção original para Rubem aprender e regravar.Com a música e a letra originais em mãos, Rubem contatou Nelson Takeyama, dono do Estúdio Ponto Voz e Som, com o qual conseguiu o playback que precisava para a sua gravação. "The Bluest Eyes In Texas" foi regravada então em si maior pelo nosso brasileiro, o que deixa sua versão um pouco diferente da original, acrescentando uma carga extra de emoção, visivelmente percebida nos vocais seguros de Rubem Gibb.

Para celebrar a nova gravação, foi criada também uma versão especial remixada e longa desse grande sucesso, agora na voz potente do cantor interprete baiano.
(Por Rubem Gibb & DJ. TONY)



United by a song

(The bluest eyes in Texas)

What happens when an anonymous Brazilian singer and an American civil servant start a great friendship? How essential can an interpretation of a song be in the meaning of a distant friendship? It was what happened when Rubem and Jarrad Williams (see picture), also an independent solo singer, met on the Web. That event had as a consequence not only the beginning of a big friendship, but also the re-recording of “The Bluest Eyes in Texas”, originally recorded by the American country band “Restless Heart” twenty years ago and now has been re-recorded by the Brazilian performer born in Bahia in a brand new cover.
“In the beginning, to re-record the song was not in my plans, but due to the great friendship between Jarrad and me, I made up my mind to do it for him, who really is a special person and it was in the name of our friendship, as well”, says Rubem and adds, “He once told me it was one of his favorite songs”.

The Bluest Eyes In Texas was originally recorded by the American country band Restless Heart back in 1988, a big hit from their album A Big Dream in a Small Town and topped the charts in the USA hit parade. Thank to the contact and friendship made between Rubem Gibb and Jarrad Williams, an American independent singer, the idea and inspiration for the Brazilian singer to re-record the song just came up in a such fantastic way! The result can be heard clearly through the great interpretation of Rubem, who also dedicated the song to his American friend. By the way, The Bluest Eyes In Texas is one of Jarrad's all time favorite songs ever and the original recording was sent to Rubem by Jarrad himself. So his friend in Brazil was able to listen to it, learn from it and re-record the song and finally sent it to Jarrad as a surprise gift sometime later.

So with the original song and lyrics in his ears and hands, Rubem got in touch with Nelson Takeyama, the owner of Estúdio Ponto Voz e Som and got from him a playback version of the country hit to be used in his new re-recording. Now the song was recorded in Bi major, what makes it a little different from the original and in addition, there is an extra load of emotion in it, which can be easily noticed through Rubem's potent vocal.And to celebrate the event of this new re-recording, two mixes were specially created for the song, now being performed by the powerful voice of our singer from Bahia, Brazil.

(by Rubem Gibb and Dj. TONY)

Rubem Gibb e Banda Paratodos detonam no Rio de Janeiro

Em companhia da banda carioca Paratodos do vocalista Alexandre Meritello, Laura Lagub e Neide Castro, Rubem Gibb, ao lado desses notáveis cantores, sacudiram as estruturas das casas noturnas do Rio de Janeiro, com um repertório recheado de pérolas raras das décadas de 70 e 80. E Rubem relata a forma curiosa de como ele e a Banda Paratodos se conheceram:
“Tudo isso aconteceu há exatos dois anos, quando eu conheci Alexandre no site de relacionamentos do Google (ORKUT). Ele havia me convidado através da rede para assistir a uma apresentação da Banda Paratodos em Salvador. O show aconteceu no Clube Fantoches que é considerado um dos clubes de dança mais antigos da capital baiana; foi uma coisa muito inesperada, porque eu estava meio que desmotivado, até eu acessar o meu perfil de ORKUT e o Alexandre me fazer o convite pra ir assistir a apresentação do grupo carioca. Não demorei muito a me integrar e conhecer os membros, que na época, tinha a cantora Ana Egito como uma das vocalistas.
O show deles aqui em Salvador foi maravilhoso e eles tinham aproveitado bastante a estadia deles aqui na capital baiana, sendo que o Alexandre e eu fizemos um tour pela cidade que começou pelo Pelourinho, passando pela Colina Sagrada do Bonfim até a Orla de Itapuã perto de Praias do Flamengo, onde eles estavam hospedados. Depois disso continuamos a nos corresponder pela internet, e passado este tempo eles retornaram a Salvador para fazer novas apresentações na cidade; foi quando pintou a proposta de Maestro Antonio Carlos (Toninho), de cantar no Rio de Janeiro, e fiquei de pensar até então... Fiquei quase sem ar quando abri meu e-mail e vi o Alexandre me perguntar se eu queria ir ao Rio e eu aceitei, dizendo que era uma honra dividir o palco com eles. Foi simplesmente maravilhoso e o resultado foi um feedback positivo do público carioca que, além de lotar as casas noturnas, elogiaram bastante as performances apresentadas no show. “

A Banda Paratodos, que tem cinco anos de existência, é considerada hoje uma das bandas mais respeitadas do Rio de Janeiro quando se trata de repertório seleto de canções que vão do Jazz à Bossa Nova. Tendo Antônio Carlos (Toninho) a frente do grupo como produtor musical e também guitarrista, a banda é composta por:

· Fabrício – teclados
· Hudson e Geraldo – metais
· Dez – bateria
· André – contra baixo
· Alexandre Meritello, Laura Lagub e Neide Castro – vocais

Tocando em casas noturnas badaladas como Gafieira Estudantina Musical, Lapa 40° Graus, Centro Cultural Veneza e demais clubes da noite carioca, A Banda Paratodos tem atraído uma legião de fãs, admiradores, críticos, dançarinos entre profissionais e amadores, amantes da dança de salão e também artistas do meio musical e teatral. Com um repertório seleto e uma mescla de dança de salão aos bailes dançantes da noite carioca, eles levam emoção e trazem um pouco da nostalgia das antigas “big bands”. Sendo que eles acrescentaram um pouquinho de tempero baiano e dando o toque FLASHBACK com arranjos fantásticos e os vocais de Rubem em cinco shows. Sendo que em dois deles foi no Clube Helênico Aniversário dos 107 anos do Fluminense F.C. no Rio de Janeiro.
Foram dez dias no Rio de Janeiro de pura correria, alguns ensaios e cinco shows de tirar o fôlego. Emoções, surpresas e muita música foram um fator crucial que surpreenderam o público carioca. Com interpretações marcantes, grandes falsetes e uma certa dose do chamado “tempero baiano”, Rubem emocionou a todos, e junto com a Banda Paratodos, fez o público dançar com um repertório que ia dos Bee Gees a Tina Charles. O repertório incluía também artistas como Simply Red, George MacRae, Earth, Wind & Fire, Michael Jackson, Chi Lites e entre outros que marcaram e continuam encantando gerações. “I Love To Love era uma canção que eu não cantava desde os 6 ou 7 anos de idade, e me emocionei mais ainda em saber que eu ainda posso cantar a canção no tom original. ” relata o cantor baiano.

"Conhecemos Rubem pela internet e pessoalmente em Salvador durante pequena turnê realizada por lá no ano de 2007. De cara vi que Rubem tinha um grande potencial não aproveitado de maneira correta até então. Vislumbramos a possibilidade de trazê-lo ao Rio para se apresentar durante 10 dias por diversas casas noturnas Cariocas onde obteve 100% de aproveitamento e aceitação do público do Rio de Janeiro. É lugar comum falar que Rubem canta Bee Gees como ninguém. Entretanto, seu potencial vocal e perfeito inglês, permitem que o mesmo passeie por um repertório vasto, onde cantou peças de Simply Red, George MacRae, Earth, Wind & Fire, Michael Jackson, Chi Lites e de Tina Charles ( No tom Original) o que deixou o público do Fluminense literalmente de boca aberta! Foi um enorme prazer tê-lo aqui conosco durante esses 10 dias.
Rubem é de uma simplicidade ímpar, dedicado, amigo e verdadeiro. Isso fora os momentos de descontração onde passeamos pela "Cidade Maravilhosa" e pude ver o encantamento do Baiano pelo Rio de Janeiro. Foi recíproco. O Rio também se rendeu ao talento do Cantor baiano. Todos os componentes da Banda, sem exceção, se afeiçoaram ao Rubem. Divertido, comunicativo, e acima de tudo profissional ao extremo, buscando a excelência na execução das músicas. Esse fato deixou todos realmente impressionados, o que de certa forma nos fez relembrar o quanto é importante a dedicação total aquilo que se faz! O fato de estarmos há um certo tempo na estrada, às vezes deixa a coisa mecânica, principalmente pela falta de tempo, que é um grande problema. Apesar de fazermos música de qualidade, sermos a banda de baile de maior expressão na atualidade carioca, Rubem veio e acrescentou. Digo mais, a Vinda de Rubem ao Rio de Janeiro não foi em vão e Certamente estará de volta em dezembro para mais uma turnê conosco, culminando no badalado reveillon do Fluminense!"

(Alexandre Meritello)

Converse comigo/ Chat with me

Create a Meebo Chat Room

Clipes

Loading...